love & tudo mais

Janeiro 27, 2009 § 1 Comentário

da série: casais favoritos no cinema.

jules & catherine & jim

jules & jim, 1962

françois truffaut

oskar werne & jeanne moreau & henri serre

*


guy & geneviève emery

os guarda-chuvas do amor, 1964

jacques demy

nino castelnuovo & catherine deneuve

*

melvin udall & carol connelly

melhor é impossível, 1997

james l. brooks

jack nicholson & helen hunt

*

mickey & mallory knox

assassinos por natureza, 1994

oliver stone

juliette lewis & woody harrelson

*

oliver & barbara rose

a guerra dos roses, 1989

danny de vito

kathleen turner e michael douglas

*

thomas j. & vada

meu primeiro amor, 1991

howard zieff

macaulay culkin & anna chlumsky

*

humbert & lolita

lolita, 1997

adrian lyne

jeremy irons & dominique swain

*

harold crick & ana pascal

mais estranho que a ficção, 2006

marc forster

will ferrell & maggie gyllenhaal

*

danny zuko & sandy olsson

grease, 1978

randal kleiser

john travolta & olivia newton-john

dedico esse aos meus pais.

*

joel barish & clementine kruczynski

brilho eterno de uma mente sem lembranças, 2004

michel gondry

jim carrey & kate winslet

*

paul varjak & holly golightly


bonequinha de luxo, 1961

blake edwards

george peppard & audrey hepburn

*

richie tenenbaum & margot tenenbaum

the royal tenenbaums, 2001

wes anderson

luke wilson & gwyneth paltrow

*

jack torrance & wendy torrance

o iluminado, 1980

stanley kubrick

jack nicholson & shelley duvall

*

mr. grey & lee holloway

secretária, 2002

steven shainberg

james spader & maggie gyllenhaal

*

vincent vega & jules winnfield

pulp fiction, 1994

quentin tarantino

john travolta & uma thurman

*

michael poiccard & patricia franchisi

acossado, 1959.

jean-luc godard

jean-paul belmondo & jean seberg

bonjour…

Janeiro 26, 2009 § Deixe um comentário

;D

andy warhol para vogue.

fundamental, é mesmo o amor…

Janeiro 22, 2009 § Deixe um comentário

a última vez que assisti “e o vento levou…” faz tanto tempo, que eu nem lembro muito bem o que acontece no filme. lembro se trata de uma linda e sofrida história de amor e que esse casal é um dos meus favoritos dos últimos tempos.  no topo da lista do meu top 10 de casais no cinema.

scarlett o’ hara tinha tudo! além de rica, era linda. tinha todos os caras da sua idade aos seus pés, sempre bem vestida. cada vestido lindo de morrer! o acessórios, nem se fala…

não me lembro em qual ocasião ela conhece o rett butler, homem mais velho, inteligente, com um humor seco/sarcástico/inteligente/sagaz. lembro que eles tinham uma relação complicada, com muitas brigas, idas-e-vindas.

ela era uma garota mimada e ele estava lá pra falar a verdade como ela é. difícil de engolir. mostrava para scarlett que não podia ser tudo perfeito, do jeito que ela queria. e ela odiava!

e eles dicutiam, brigavam, se separavam, voltavam e se apaixonavam loucamente de novo.

eu sou apaixonada por ele.

quando ela fica pobre, faz um belo vestido com as cortinas e vai encontrá-lo toda se achando; ele briga com ela, pois não conseguiu enganá-lo. depois que ela conta tudo, ele faz alguma coisa fofa para ajudá-la.

ele é terrível.

 

claro, que além da história de amor, o filme mostra toda uma cena de guera e destruição. nesse contexto, acompanhamos o processo de amadurecimento dela e tudo mais…

é isso que lembro do filme, preciso assistir mais uma vez.

estou errada?

espero que não, porque é lindo desse jeito.

;D

 

meu big bang

Janeiro 22, 2009 § Deixe um comentário

a verdadeira razão de eu ter largado a faculdade de história, foi quando percebi que ali eu não poderia fazer algo realmente significativo para mudar o mundo.

durante uma conversa, ela me disse:

– eu vou fazer o possível pra mudar isso! se você acha que nada tem jeito, que não pode fazer algo pra melhorar ou mudar nada nesse mundo, o que você está fazendo aqui?!

na hora, eu pensei: “porra! quero ir embora…”

à bout de souffle

Janeiro 21, 2009 § 1 Comentário

choro de emoção

 

 

então… muito lindo. quando vi essa foto, não acreditei e logo lembrei do filme.

a foto é de um editorial da vogue, de outubro de 1990, em homenagem à atriz jean seberg. a ellen von unwerth fotografou e a modelo é a christy turlington.

o filme é ótimo e posso dizer que eles estão no meu top 10 de casais favoritos no cinema. fiquei com vontade de rever essa cena e catei no you tube (tá sem legenda e com péssima qualidade, mas ok).

 

 

as fotos do editorial você vê aqui.

;D

+ obama

Janeiro 20, 2009 § Deixe um comentário

uma pequena homenagem, já que hoje ele se tornou o presidente dos eua oficialmente.

achei esses produtos luxuosos.

 

obama no melhor estilo bonequinha russa, por $48.00 (meus preferidos)*

 

 

Obama Nesting Doll 5pc./5"

 

 

obama para chamar de seu,  por $49.00*

 

 

Barack Obama 6" Action Figure Barack Obama 6" Action Figure

 

 

bolsa by marc jacobs por $75,00**

 

obama'08  obama'08

 

são buttons com as letras que formam o nome dele, dá pra brincar de formar palavras. só acho que não dá pra ir muito longe com essa brincadeira…

 

t-shirt by narciso rodriguez, por $60,00**

 

achei fofa  ai você vira, yes we can!

 

 bolsa por diane von furstenberg, por $75,00**

 

arrasa na cerimônia de posse

 

 

 sem contar a variedade enorme de canecas, chaveiros e buttons…

 acho que todo mundo deve estourar o limite do cartão de crédito, esses produtos são o must have de 2009.

(hahahaha)

 

*amazon.com
**donate.barackobama.com

do amor e outros demônios

Janeiro 17, 2009 § 1 Comentário

tim walker

foto: tim walker

 

há algum tempo, tento escrever sobre o amor. depois de muitas tentativas sem conclusões, me dei conta de que é muito difícil.

difícil amar. difícil falar sobre. difícil deixar de amar.

amor em todos os sentidos.

amigo, amiga, homem e mulher, pai e mãe, irmã e irmão.

vi que ele não vem sozinho, é um pacote que inclui convivência, respeito, aceitação de defeitos e qualidades, fidelidade, lealdade, amizade e por aí vai…

quando se trata de uma pessoa sem foco, fica mais difícil ainda dar conta de tanta informação, tanta novidade que surge dia após dia.

entendi por que amor de pai, mãe e irmão é incondicional.  porque não importa o que você faz, o que você é. se é certo ou errado. se irrita ou não. você sempre vai poder chegar e deitar no colinho pra receber um cafuné, ou simplesmente pra trocar uma idéia.

o outro tipo de amor você tem que conquistar e manter. dá trabalho.  é preciso ter atenção e cuidado. conversar sempre, não deixar que nada ruim fique guardado. caso contrário, é briga na certa.

quando vem o momento de ruptura, dói. mas será que o amor acaba?

pra mim, não.

amo todos os meus ex-namorados e ex-amigos por tudo que aprendi com eles. sou assim hoje, porque troquei ideias e experiências com pessoas que passaram pela minha vida. claro que a educação que tive também conta bastante, mas não é ponto principal da questão.

logo após o momento de ruptura, é muito sofrido.

choro, sofro, me descabelo, tento achar uma solução, ouço não algumas vezes, vejo que não tem jeito, sossego.

mas o amor tá ali, ele não me deixa.

não vai embora.

o que muda é a minha visão sobre ele.

no início, é uma coisa negativa que eu quero arrancar de mim à força. depois, vejo que assim machuca muito e passo a ver de maneira positiva. pois, se um dia eu passei a amar a pessoa, é porque ela é incrível. porque me conquistou de alguma forma. eu não saio amando todo mundo por aí, não me engano. então, porque eu preciso matar esse sentimento? muito pelo contrário, acho que ele deve continuar existindo de uma maneira saudável.

amo pessoas. amo estar rodeada delas. principalmente, trocando ideias e aprendendo com todos. gosto de conservar as minhas amizades mesmo que, para isso, seja necessário dar um tempo. acho absolutamente normal…

tenho todos aqui no meu coração, que sangra as vezes, mas está sempre em festa.

;D

Where Am I?

You are currently viewing the archives for Janeiro, 2009 at Camila Felix.

%d bloggers like this: